Home » Sala de Imprensa » Honda apresenta RC213V-S na Espanha

Honda apresenta RC213V-S na Espanha

Versão de rua do modelo utilizado por Marc Marquez na MotoGP teve lançamento mundial no circuito da Catalunha

Publicado em 11/06/2015

‹‹ Voltar

thumb_11062015-2016_rc213v_s__8_.jpg

A Honda anunciou nesta quinta-feira (11/06) a chegada do modelo mais exclusivo em seu line-up mundial de motocicletas. Para os amantes das competições em duas rodas, um verdadeiro marco: trata-se da RC213V-S, uma versão de rua da RC213V utilizada pelos pilotos oficiais da HRC (Honda Racing Corporation), Marc Marquez e Dani Pedrosa, na MotoGP. O evento foi realizado no circuito da Catalunha, Espanha, palco da próxima etapa da categoria mais importante do motociclismo mundial, previsto para o final de semana.

A primeira exibição pública da RC213V-S aconteceu em 2014, durante o Salão de Milão (EICMA). Apesar de protótipo, o projeto despertou muito a atenção do público por seu design e atributos exclusivos de competição. O desenvolvimento contou com a colaboração do ex-piloto japonês da MotoGP, Tohru Ukawa, e representa o resultado do trabalho conjunto entre o Centro de Desenvolvimento e Pesquisa de novos produtos da Honda no Japão (Motorcycle R&D Center of Honda R&D Co., Ltd.) e a HRC, divisão esportiva da marca. 

Das pistas para a rua
Com 56 anos de tradição em competições, iniciada em 1959 na Ilha de Man (Inglaterra) onde a Honda marcou sua estreia em uma corrida oficial, o projeto da RC213V-S traz toda experiência da marca adquirida nas pistas. Seu conceito foi idealizado para oferecer um produto exclusivo, versátil e com facilidade de adequação às ruas e estradas. Nesse sentido, uma das preocupações da empresa no desenvolvimento do projeto foi trazer ao público uma opção com espirito e DNA das competições, mas que fosse fácil de pilotar por motociclistas comuns, sem qualquer experiência em corridas. 

As linhas e visual esportivo da RC213V-S foram inspirados na versão de pista utilizada na MotoGP. Alguns componentes são exatamente os mesmos em ambas as versões. É o caso do quadro tipo diamante, idêntico ao utilizado pela RC213V de Marc Marquez. O motor DOHC V4 de 999 cm³, com arrefecimento a líquido, segue o mesmo conceito nos dois modelos, porém com menor potência, adequada para a utilização em ruas. Na RC213V-S são 117kw (159ps) a 11.000 rpm, com torque de 10,4kgf.m a 10.500rpm. O câmbio tem seis velocidades, com transmissão final feita por correntes. 

Com foco na facilidade de pilotagem, segurança, centralização de massas e baixo centro de gravidade, a RC213V-S traz em boa parte de sua estrutura materiais leves e extremamente resistentes, como alumínio e fibra de carbono. 
O resultado contribui não apenas para um visual exclusivo, como também para uma redução do peso total (170 kg), garantindo excelente desempenho. 

Os sistemas de amortecimento e freios também são provenientes das competições. Na dianteira, garfo telescópico com freios de disco duplo. Na traseira, suspensão do tipo Pro-Link, com disco simples. As demais alterações foram realizadas com o objetivo de adequar o uso do modelo às ruas.

Design imponente
O design representa um capitulo a parte. Com visual imponente e esportivo, a nova RC213V-S teve grande inspiração em sua versão exclusiva para as pistas. As diferenças são mínimas e praticamente imperceptíveis. A carenagem frontal manteve o farol praticamente camuflado em uma pequena abertura que, na MotoGP, é utilizada como entrada de ar. 

As laterais ganharam carenagens imponentes, com saídas de ar para refrigeração do motor, bem visíveis. Assim como no modelo do espanhol Marc Marquez, parte do quadro está totalmente à mostra na versão de rua, ressaltando a beleza e imponência, com forte apelo racing. O assento acomoda apenas o piloto, tem altura de 830 mm e está perfeitamente integrado à rabeta. 

A RC213V-S será disponível em opção única tricolor, composta por três tonalidades: vermelha, branca e azul. Uma das novidades é a possibilidade da motocicleta poder ser adquirida também sem pintura para posterior customização do cliente. Haverá ainda um kit esportivo especial que aproxima o modelo ainda mais da versão das pistas e viabiliza o seu uso em circuitos fechados e competições. Com ele o desempenho do modelo atinge 158kw (215 ps) a 13.000 rpm, com torque de 12,1kgf.m a 10.500rpm.

Exclusividade com estilo
Por se tratar de modelo histórico, a RC213V-S seguirá diretrizes bem especiais: sua produção será praticamente artesanal e realizada apenas na unidade Honda em Kumamoto, Japão. A fabricação será restrita a uma unidade diária, sob a responsabilidade de equipe exclusiva.

O início de vendas está previsto para outubro deste ano, com comercialização direcionada apenas para o mercado Europeu, Estados Unidos, Japão e Austrália. A partir do próximo dia 13 de julho, os interessados poderão manifestar interesse em adquirir o modelo. Para isso, basta acessar  www.ec213vs.com e conferir todos os detalhes. O preço público sugerido da RC213V-S, nos Estados Unidos, será de US$184.000. 

Sobre o grupo Honda no Brasil - Presente no país desde 1971, quando começou a importar, e em seguida a produzir motocicletas em Manaus (AM), a Moto Honda da Amazônia Ltda. é atualmente a maior fabricante de motos do Brasil, com mais de 20 milhões de unidades produzidas.  Desde 2001, a empresa produz, também em Manaus, modelos de motores estacionários, além de comercializar geradores, motobombas, roçadeiras, cortadores de grama e motores de popa importados de outras unidades da marca no mundo. Um ano depois iniciou a produção de quadriciclos na unidade. Em 1992, com a criação da Honda Automóveis do Brasil Ltda., a empresa entrou no competitivo mercado automobilístico brasileiro também por meio de importações e, a partir de 1997, com a produção nacional de automóveis no município de Sumaré (SP). Em 2013, anunciou sua segunda planta de automóveis, em Itirapina, interior de São Paulo, com inauguração prevista para 2015. Em uma iniciativa inédita no segmento automotivo no país, a empresa iniciou, no mesmo ano, a construção do seu primeiro parque eólico na cidade de Xangri-Lá, no Rio Grande do Sul, inaugurado em novembro de 2014.  Para administrar as operações do parque, que irá suprir toda a demanda de energia elétrica da fábrica de Sumaré, foi criada a Honda Energy do Brasil. No país, também faz parte do grupo a Honda Serviços Financeiros, que reúne o Consórcio Nacional Honda, a corretora Seguros Honda, a Leasing Honda e o Banco Honda. Presentes na rede autorizada de todo o Brasil, os serviços oferecidos facilitam o acesso dos clientes aos produtos da marca.

Mais Informações para a imprensa 
(Motocicletas, Quadriciclos e Produtos de Força Honda)

Linkpress Assessoria e Comunicação

Confira a Galeria de Imagens

  • Galeria de Foto
  • Galeria de Foto