Home » Sala de Imprensa » Honda vence em nove categorias do “Melhor Negócio 2015”

Honda vence em nove categorias do “Melhor Negócio 2015”

Revista Motociclismo, da editora Motorpress Brasil, elege vencedores após analisar os modelos mais representativos do mercado brasileiro

Publicado em 13/08/2015

‹‹ Voltar

thumb_13082015-linkpress_agosto_honda-vence-em-nove-categorias-do-melhor-negocio-2015_destaque.jpg

A edição deste mês da revista Motociclismo traz como destaque a décima edição do prêmio Melhor Negócio 2015. A Honda mais uma vez foi o grande destaque, com nove modelos vencedores em suas respectivas categorias. 
Na fase inicial, foram classificadas 164 motocicletas comercializadas no mercado brasileiro, indicadas em 18 categorias. Os modelos selecionados tiveram como critério principal um volume mínimo em vendas, estabelecido previamente pela publicação para cada segmento.

Já para a indicação dos vencedores os critérios incluíram itens como preço e desvalorização, rede de concessionárias, garantia de fábrica, nível de equipamentos, custo de seguro e manutenção em geral, além da opinião técnica de especialistas e pilotos de testes da própria revista especializada.

Confira abaixo os vencedores da Honda em cada categoria.

Categoria: CUB
1º lugar: Honda Biz 125 EX
Líder em seu segmento, na categoria Cub a vencedora foi a Honda Biz 125 EX. Com visual moderno e características como praticidade e agilidade no trânsito, a Biz 125 recebeu elogios por sua confiabilidade, baixa manutenção, além de um conjunto mecânico superior à sua principal concorrente.

Categoria: Scooter até 300 cm³
1º lugar: Honda PCX
Entre as scooters de até 300 cm³ a campeã foi a Honda PCX. Os destaques para a sua escolha estão na regularidade em todos os critérios de avaliação. Segundo a matéria, trata-se de “uma vitória justa, considerando o que esse “moderno scooter oferece”.

Categoria: CITY até R$10.000
1º lugar: Honda CG 150 Titan ESD
Na categoria City a Honda CG 150 Titan ESD não teve dificuldade para se impor sobre as concorrentes. Líder em vendas no Brasil, a CG 150 mostrou grande fôlego para conquistar o primeiro lugar.  De acordo com a publicação, trata-se de um modelo que possui características únicas em seu conjunto por ser “tecnicamente impecável, bem equipado, barato de manter, três anos de garantia e ampla rede de concessionárias em todo o país”.

 Categoria: Trail até R$ 12.000
1º lugar: Honda Bros 160 ESD
Apresentada no Brasil em 2015 com motorização inédita para a categoria, o conjunto mecânico e o visual renovado da Honda 160 Bros foram os diferenciais para sua escolha no Melhor Negócio 2015. A matéria destaca também a sua baixa desvalorização, nível de equipamentos (única motocicleta a receber nota máxima neste sentido), além da garantia de 3 anos.

Categoria: Trail acima de R$ 12.000
1° lugar: Honda XRE 300 C-ABS
Mais uma vez a regularidade em todos os critérios foi o diferencial para a escolha da Honda XRE 300. Entre os modelos que disputavam o primeiro lugar dentro de sua categoria, a XRE 300 na versão com freios C-ABS foi a única com pontuação máxima no quesito equipamentos. Além disso, diferenciais como a ampla rede de concessionárias e custo das peças cotadas pelos avaliadores (retrovisor, pisca, manete, pastilha de freio dianteira e relação completa) - cerca de 20% menor que a concorrência - deram o título ao modelo Honda.

Categoria: Maxitrail até 750 cm³
1º lugar: Honda XL 700V Transalp
Lançada no mercado brasileiro em 2011, a vitória da Honda XL 700V Transalp, na versão da própria Motociclismo “foi surpreendente”. De acordo com a revista, o primeiro lugar tem como mérito uma série de parâmetros. Entre os destaques, o bom desempenho em equipamentos, custos de manutenção com variação de 50% a 90% menor que suas principais concorrentes no mercado.

Categoria: Crossover até 750 cm³
1º lugar: Honda CB 500X
Integrante da família 500, a Honda CB 500X foi consagrada vencedora graças a três pilares principais, de acordo com a Motociclismo. O primeiro item diz respeito ao baixo preço de aquisição, menor que suas concorrentes diretas. Em seguida estão valores com peças e revisão mais em conta. Em terceiro lugar, mais uma vez, a revista cita a vasta rede de concessionárias Honda em todo o país, um grande diferencial em relação às outras marcas.

Categoria: Custom até 1000 cm³
1º lugar: Honda Shadow 750 C-ABS
Tricampeã este ano no Melhor Negócio (já havia sido a vencedora nas edições de 2012 e 2013), a Shadow foi a grande campeã da categoria custom. O modelo estradeiro da Honda ganhou nota máxima em equipamentos e também apresentou o pacote revisão e peças mais barato de sua categoria, segundo a publicação. Mais uma vez a equipe de jurados e especialistas não poupou elogios e destacou a rede de assistência Honda como a maior do mercado, o que garantiu pontos ao modelo.

Categoria: Esportiva até 750 cm³
1º lugar: Honda CBR 500R
A CBR 500R consagrou-se bicampeã do prêmio este ano com destaque para três pontos fundamentais na avaliação técnica: preço de aquisição, rede de assistência e custo de manutenção. Com visual esportivo, o modelo de entrada representa uma grande opção para os interessados em iniciar na categoria das superesportivas, justamente por possuir um conjunto mais equilibrado, simples e com menor custo.

Sobre o grupo Honda no Brasil - Presente no País desde 1971, quando começou a importar, e em seguida a produzir motocicletas em Manaus (AM), a Moto Honda da Amazônia Ltda. é atualmente a maior fabricante de motos do Brasil, com mais de 20 milhões de unidades produzidas.  Desde 2001, a empresa produz, também em Manaus, modelos de motores estacionários, além de comercializar geradores, motobombas, roçadeiras, cortadores de grama e motores de popa importados de outras unidades da marca no mundo. Um ano depois iniciou a fabricação de quadriciclos na unidade. Em 1992, com a criação da Honda Automóveis do Brasil Ltda., a empresa entrou no competitivo mercado automobilístico brasileiro por meio de importações e, a partir de 1997, com a produção nacional de automóveis no município de Sumaré (SP). Em 2013, anunciou sua segunda planta de automóveis, em Itirapina, interior de São Paulo, com inauguração prevista para o primeiro semestre de 2016. Em uma iniciativa inédita no segmento automotivo no País, a empresa iniciou, no mesmo ano, a construção do seu primeiro parque eólico na cidade de Xangri-Lá, no Rio Grande do Sul, inaugurado em novembro de 2014.  Para administrar as operações do parque, que supre toda a demanda de energia elétrica da fábrica de Sumaré, foi criada a Honda Energy do Brasil. No País, também faz parte do grupo a Honda Serviços Financeiros, que reúne o Consórcio Nacional Honda, a corretora Seguros Honda, a Leasing Honda e o Banco Honda. Presentes na rede autorizada de todo o Brasil, o serviços oferecidos facilitam o acesso dos clientes aos produtos da marca. Em 2015 a Honda Aircraft Company, subsidiária da Honda Motor Co. anunciou a expansão das vendas do HondaJet, o jato executivo mais avançado do mundo, para a América do Sul, sendo o Brasil o representante regional.

Mais Informações para a imprensa
(Motocicletas, Quadriciclos e Produtos de Força Honda)